Provérbios da letra A
Abril, Abril, está cheio o covil
Acerta devagar, escuta depressa
Achado não é roubado
Agosto tem a culpa, e Setembro leva a fruta
Água de Julho, no rio não faz barulho
Água detida é má para a bebida
Água e vento são meio sustento
Água mole em pedra dura, tanto dá até que fura
Águas passadas não movem Moinhos
Albarda-se o burro à vontade do dono