Provérbios da letra D
Dá Deus nozes, a quem não tem dentes
Da discussão nasce a luz
Da flor de Janeiro, ninguém enche o celeiro
Dar a César o que é de César, dar a Deus o que é de Deus
De boas intenções, está o Inferno cheio
De Espanha, nem bom vento nem bom casamento
De lautas ceias, estão as sepulturas cheias
De livro fechado, não sai letrado
De manhã a manhã, perde o Carneiro a lã
De manhã ao monte, de tarde à fonte